6 de maio de 2011

Cura,


O tempo parecia não passar, e eu perdida em meus pensamentos,tudo parecia
comum diante dos meus olhos, e apesar de tudo eu resistia as batitas do meu
coração.
Disfarcei,e fui trilhando ao caminho de um belo jardim.
Quem sabe eu voltaria depois para conhecê-la,
As passos lentos ela veio ao meu encontro,nos olhamos e não precisamos
mais de palavras,pois..
Ela tinha o poder da cura,
(Samara Veras) (P/irmã Lucia)

Nenhum comentário:

Pages - Menu