30 de abril de 2012

Meu disfarce.

.













Quando penso no sentido das minhas palavras
eu percebo que elas são meu melhor disfarce.

É nelas que me preencho quando estou
em dias de chuva..

Elas refletem mais que meus olhos,
vivem mais que meus sonhos

Eu deixo, e me permito
deixo que elas falem por mim,
permito que elas levem a dor
pra bem longe

Que elas em qualquer circunstância
sejam o que elas querem ser
assim é o meu  desejo

Ser cheia de linhas e marcas
do que fui e do que eu 
busco ser.
Eterna.

Samara Veras

2 comentários:

Fique mais um segundo... disse...

Oi, Sam, boa noite!!
Que lindo poema!! Realmente, as palavras têm o poder de nos eternizar neste mundo. Têm mesmo o poder de levar nossas alegrias e dores como que no vento. Têm mesmo o estranho poder de nos fortalecer.
Versos maravilhosos.
Um beijo carinhoso
Doces sonhos, princesa
Lello
P.S. - Desculpe o comentário, mas, para postar no seu blog, é preciso depois confirmar transcrevendo umas letrinhas quase ilegíveis que aparecem. Não seria possível desconfigurá-las?! Desculpe a ousadia da pergunta.
Desta vez, tive que escrever: siconedi kesside

Darlenne Araújo disse...

Lindo poema... Realmente as palavras são ótimos disfarce para todos... Muito interessante seu poema... Beijos.

Pages - Menu