18 de agosto de 2012

minhas escolhas -parte I


Escolher algo na vida talvez seja um dos maiores desáfios pra mim,não que eu tenha medo das consequencias,mas do medo não está fazendo a coisa certa ,no momento certo e na hora certa.Acho que a escolha de algo nessa passagem que se chama vida é de grande importância e maior ainda é quando tudo isso se trata da escolha que se refira ao profissional e ao pessoal ,ai é que pega mesmo.
E falando em profissional,confesso que a cada semestre pra mim é um grande desáfio,não que eu não queira ser jornalista,pois quando fiz a escolha do curso busquei informacões e outros meios,mas talvez eu tenha medo do futuro e das batalhas que irei enfrentar .
A cada semestre faço a mesma pergunta para o meu pai.
-Pai,eu tenho cara de jornalista?
-Tem,não desista.
A  mesma pergunta no primeiro dia de aula é sagrada quando chego em casa,e se meu pai estiver dormindo eu o acordo .Não sei bem o motivo dessa insegurança ,ou desse friozinho na barriga, a verdade é que tenho um certo medo e não sei bem o porquê.E talvez eu ate sei ,sei que não fiz a escolha errada,pois me identifico com o curso,mas não sei bem o que significa essa minha inconstancia.Sei que já fiz escolhas e que já desisti de outras e algumas ficaram na minha história.
Lembro bem de dois momentos que marcaram pra caramba a minha vida,primeiro o fato que tive de abandonar minha vida de surfista por causa dos meus pais,(isso mesmo),eu era uma garota metidissima a surfista e uma sereia de primeira.De uma coisa é certa,para mim não foi nada fácil o momento em que tive que vender minha linda prancha de surf ,logo eu que demorei meses economizando dinheiro e em segundos ela foi vendida por minha mãe.Se por um lado eu sentia o certo alivio pelas broncas de todo dia de que para ela(dona Sônia) a vida de surfista não tinha futuro,segundo era o fato que meu sonho tinha acabado de morrer na praia.
Outro momento foi o fato que nessa caminhada os meus planos mudaram,pois tempos depois andei me apaixonando ,e sonhar em  querer surfista já não era mais meu objetivo,eu havia mudado e disso eu tinha plena certeza,o grande lance é que eu queria mesmo aos 19 anos  casar.Sim ,era tudo que eu queria e sonhava.Sonhava em casar com esse alguém e ir morar no interior,ter uma casinha simples,comprar uma bicicleta,criar alguns animais e seguir minha vida nesse ambiente simples com a pessoa amada ao lado.
E tudo mudou outra vez,o namoro acabou,o sonho mudou e eu também mudei,mudei muito e isso não posso negar.
Sei que isso tudo já faz parte da minha vida e de tudo que eu tive que aprender  durante esse tempo de aprendizado,pois tudo foi e é essencial.Mudar de escolhas e de planos faz parte ,seja na escolha de quem faz bem por dentro e do que faz bem por fora.Agora falando sobre a minha escolha profissional,se eu vou desistir da minha formação acadêmica,isso tenha certeza que eu não vou,pois aprendi que só desisto daquilo que não preenche a minha alma,sei também que o medo e a insegurança faz parte e que a reflexão e ela  merece sim o  seu momento para avaliar o que é melhor de fato pra mim,outra certeza maior ainda é que eu  gosto mesmo e de escrever e se esse não é o meu caminho na escolha do curso de comunicação social,quem sabe eu me identifique com outros horizontes,quer dizer,quem sabe..

Beijo,
Samara Veras.


3 comentários:

Camyli Alessandra disse...

Entendi quando tu pergunta ter "cara de jornalista" mas, é algo que vai além disso... é igual aquele professor que equivocadamente diz saber quem ira se destacar na profissão. Ningue sabe una coisa dessas, é intrinsico dom talvez... e é bom ter dúvidas mas que isso não te afunde, pelo contrario que vc sempre procure respostas para elas.

Will Moa disse...

Bonito transbordar!

Semana maravilhosa para você!

Mayara Cruz disse...

Boa noite!
Gostei muito do seu texto, realmente por vários momentos na vida passamos por essas incertezas do futuro, esses "cala frios", mas não é por isso que devemos desistir como você mesmo disse de algo que completa nossa alma, uma das minhas certezas hoje igual à você é que eu amo escrever e isso nunca vou deixar de fazer, um dos meus grandes sonhos e escrever um livro, vou batalhar para isso.

beijoo

Pages - Menu