2 de fevereiro de 2013

saudade contida.


Não procure justificativas para todas essas tempestades internas que vez ou outra volta a surgir.Eu ainda volto a aceitar que sempre existiu um tantinho se quer de saudade.Dessa que nos ganha e que nos faz acreditar que o amanhã vai ser um novo (re)começo ,no amor.Eterno e contínuo.

                                                                                                             Samara Veras

Nenhum comentário:

Pages - Menu