23 de julho de 2013

atravessar dos dias -parte 1



Recolhi-me diante de todas as contrariedades.Todo caminho trás consigo seus males inconstantes,e nada mais certo do que prosseguir.As vezes doí,ás vezes cansa,é bem certo que eu sei.Tenho atravessados dias contido de recomeços no amor e na alma.
Meus pés seguem constantes,desejando novos caminhos ,desejando um embalo de pureza e alegrias refletido do sol ao amanhecer.Eu vou torcer para que tudo isso aconteça.Eu vou torcer. E apesar de todas as revira voltas que a vida possa me proporcionar continuarei seguindo.
Cada passo meu será cheio de esperança,cada sonho meu será realizado em grandes dias e em pequenos espaços.Meu hoje ,é o hoje,eu prosseguirei buscando infinitos mundos,mundos esses que refletem as cores de amores desavisados que há tempos eu desejo.
O tempo passa,algumas coisas parecem incertas,apenas parecem.Meu tempo é outro,meu caminhar é feliz e cheio de recomeços.Alguns amores nos ensinam nas adversidades,e sempre vai ser assim.Eu quero e desejo que tudo acabe bem e na paz.


Samara Veras


21 de julho de 2013

domingo

 Os domingos sempre me ganha, e sempre foi assim. A casa cheia ou vazia o dia sempre permanece bonito. Domingo é dia de sol, Domingo também é dia de chuva. Domingo é dia de acordar tarde e abraçar o lençol sem qualquer palavra de ordem,domingo e dia amar, dia de rezar, de infinitamente ser feliz.
Depois da sexta feira o melhor dia ainda  é o domingo. Ele sempre nos surpreende com coisas boas. Ele ganha toda a família e principalmente todos os enamorados. É uma satisfação na alma . Domingo e dia de café preto às 11 da manhã, de almoço às 14:00 e pizza às 21:00, só pra variar.E se alguém reclamar de algo,alguém grita de longe,’deixa de coisa,hoje e domingo’.
Quem dera que por um descuido de Deus, os domingos se eternizasse para sempre. Meu desejo é que essa paz que reina aqui no apê virasse rotina em todos os dias da semana,como acontece nos domingos. A rua vazia, o silencio no prédio, a poesia sobre a mesa,o som do violão, enfim, a paz que reina.

E se isso não for felicidade ,confesso que outra definição não há.
 
 

Samara Veras

20 de julho de 2013

o crônista da parada e o dia do amigo.


Coisas boas a gente dividi,coisas maravilhosas a gente compartilha.É eu estou aqui para isso.Decidi vim compartilhar o meu mais novo amigo escritor,o nome dele  Carpinejar .Ele escreve divinamente bem,é cronista e jornalista.Foi paixão a primeira leitura,através de um amigo, que conheci uma das suas obras 'espero alguém' ,sendo um livro de cronicas e vivencias do dia a dia.A verdade é que eu não o largo mais.Amei,amei e amei.Então,resolvi compartilhar a aqui no blog um dos milhares de textos maravilhosos do Gaúcho Carpinejar.


Nunca determino a origem das amizades. Os melhores amigos parecem que estão comigo a vida inteira.

Não guardamos o aniversário de encontro. Não faremos bodas de ouro, nem cobraremos presentes ou lamentaremos injustiça por lapsos.

Não decoramos a data do primeiro abraço, do primeiro riso, do primeiro porre.

A amizade tem uma memória alforriada. Diferente do amor, onde tudo gira em torno de estreias e contagens comemorativas, do namoro ao casamento.

Casal que não recorda do início acelera seu final. Já o amigo não tem tabuada e nascimento, é a benção da tranquilidade. Jamais telefona para recriminar, ou cruza informações para testar o nosso amor.

Apesar do despojamento, conquistar uma amizade não é fácil. Passa a existir de verdade num momento específico. Antes, despontava como esperança de cumplicidade.

O amigo se realiza quando não nos abandona no perigo e na dificuldade. Quando ele demonstra a mesma lealdade da alegria durante a tristeza.

Atravessaremos um portal para consolidar a afinidade, compactuar o sangue, justificar o cuidado. Daquele instante em diante, nada mais será necessário provar.

É uma manifestação de absoluta sinceridade que alçará o amigo a partilhar o resto de nossos dias.

Não teremos mais como quebrar os laços e desfazer o companheirismo.

Mário Corso é um dos meus escudeiros prediletos. Desde a infância.

Somos unha e carne, mafiosos, inseparáveis. Desde uma tardezinha de novembro de 1979.

Um por todos, todos por um.

Não lembro quando começamos a nos falar, mas conservo a visão nítida de quando começamos a nos admirar.

Na infância, nosso hobby principal consistia em pular muros e portões e roubar frutas no bairro.

Eu participava da turma mais velha, espécie de nanico, de anão de jardim, de mascote dos guris mais velhos da quarta série. Recrutado como mão mecânica para colher os galhos mais longínquos (qualquer bando que se prezava admitia uma criança em seus quadros de molecagem para trabalhos especiais, devido ao tamanho e leveza).

Quando invadimos a casa da madre superiora do Colégio Santa Inês, para desfalcar as tangerinas do seu quintal, ela me apanhou de surpresa na árvore. A desgraçada me puxou para dentro da casa pela janela. Fui sugado pelas suas mãos frias e raivosas.

Para quê? Meus colegas desapareceram em segundos. Ao me flagrar preso, escaparam rapidamente.

Eu tremia, chorava, não raciocinava, imaginava castigo na escola, repreensão familiar, humilhação na igreja.

Antevia que iria apanhar de palmatória.

Fechei os olhos ao pior.

Na hora em que a madre veio puxar minhas orelhas, a campainha tocou.

Era Mário Corso, meu amigo ruivo.

Ele retornou da deserção, não suportou me largar sozinho.

— O que quer, menino? — ela gritou.

Ele colocou inocentemente seu cabelo suado para o lado direito e respondeu:

— Estamos juntos!

Essas duas palavras soldaram nossa amizade para sempre. Não há quem possa estragar.

Crônica 'quando a amizade é para sempre,escritor Carpinejar






Feliz dia do amigo a todos!


blog do escritor  aqui


18 de julho de 2013

sigo

Deixei a janela aberta,pelo menos por hoje,cansei de me importar com coisas que aflinge a minha alma.Isso não faz bem a minha alma,ser feliz definitivamente é outra coisa.A verdade é que as cores que andam transbordando aos redores dos meus dias,já não me fazem mais bem.
Eu sigo,caminho,e permaneço com uma paz infinita,eu sou assim,sempre contínua.A vida tem surpresas,precisamos matar todos os dias milhares de leões,com todo mundo é assim,e como não é diferente. Meu caminho apesar de tudo,ainda é leve e cheio de alegrias da luz.
Eu vou torcer para que no final tudo fique bem,tudo fique nos conformes da vontade de Deus,meu maior desejo é esse,estar sempre na presença do Rei.

eu sigo,

                  sigo,
                                                    sigo,

                                                                    na luz.



Deixo a palavra mais bonita de hoje.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.

Eclesiastes 3:1-8


17 de julho de 2013

um pouco dos meus dias.




                           

                                  "coração feliz é coração na paz,coração feliz é  coração na luz"

E se eu pudesse escolher um dia especial,eu sinceramente escolheria o hoje.A vida tem me proporcionado grandes coisas, com a graça de Deus,sou eternamente grata a ele por isso.Meu caminhar anda mais feliz do que realmente imaginei.Seja na minha vida pessoal,seja na minha vida profissional.
Confesso que tenho estado longe dos meus livros (de literatura) e também longe dos cinemas,mas,apesar de toda essa minha distancia tenho estado perto das letras,dos poemas,dos meus textos,escrever ainda é a coisa que mais gosto de fazer,e faço todos os dias.
Meus dias tem sido de uma intensa paz,mesmo diante dos desafios que vez ou outra bate na nossa porta.Enfim,tudo caminha no seu cursor normal,melhor do que eu esperava ,confesso.
E se não for pedir muito,eu só peço a Deus,que floresça cada vez mais os meus sonhos e que eu nunca perca a fé diante das dificuldades,e que apesar de das lutas,eu vença,mas vença feliz.


Desejo esta aqui toda semana,prometo não ficar longe desse meu cantinho,um beijo.

Samara Veras

2 de julho de 2013

novo tempo

 Se inicia hoje ,um novo tempo pra mim.

Samara Veras
                                                                                                                                                                                                                   

Pages - Menu