21 de novembro de 2014

vinte e cinco


A palavra de ordem de hoje é agradecimento. Agradeço a Deus pelo dom de estar viva, de ter a oportunidade de ter nascido em Cristo Jesus e de ser quem eu sou, apesar dos meus defeitos.

Lembrei hoje dos meus 12 anos, dos inúmeros planos que fiz para a minha vida quando chegasse aos 25. Escrevi no meu diário que quando chegasse esse momento estaria casada, teria no mínimo dois filhos, moraria no interior. Mais aí a vida, a nossa vida muda, e mudou, sem jeito e sem vez.  Ela prega surpresas, inesquecíveis até.

Talvez quando ainda pequenina, eu tinha mais certezas do que queria ser, ou coisa do tipo, e hoje aos 25, meu maior desejo é estar ao lado de quem amo, em qualquer lugar, a qualquer tempo. Não há presente mais bonito do que ser amada, está com saúde, e ver que o tempo nos proporciona amadurecimento, e melhor que isso, não há.
 
Hoje aos 25 anos, ainda não casei, não me formei e não larguei a cidade grande,  mas ainda continuo a mesma menina piralha dos 12, a mais sonhadora dos 15, e a mais revolucionária dos 18. E mesmo diante das mudanças de toda uma vida, posso dizer SIM, sou extremamente feliz, por tudo.

Sou feliz por Deus, pela vida, por ter uma casa, um pai companheiro, uma mãe cheia de saúde, uma tia-segunda-mãe. Sou feliz por ter três irmãos chatos (rsrs), dois sobrinhos lindos, e mais uma princesinha que vai nascer.Ela vai se chamar Lavinha linda. É necessário querer mais? .. Deus como sempre  nunca deixou de ser generoso comigo, MUITO, sem merecer.

Não desejo nada além do que está na paz e com saúde, ser feliz do meu jeito, ver quem eu amo crescer, presenciar as coisas boas se modificarem, crescer , crescer e crescer. No mais, só resta agradecimento, pelo dom do espírito, pela família grandiosa, pelos amigos lindos e por chegar até aqui.

Parabéns não somente para mim, mas para todas as pessoas que modificam a minha vida com a grandeza da paz e da felicidade de Deus.



Pages - Menu