12 de janeiro de 2015

vô, descansa em paz

Vi a terra descer ligeiramente nas mãos de familiares sobre o corpo do homem que meu pai mais admirava e que ainda admira e ama , eu sei.
A certeza da partida, que somos pó, e que retornaremos ao pó, é mais que uma profecia para quem conhece realmente o Soberano.
Voltei pra Fortaleza hoje com a certeza que o amor ultrapassa a carne, a presença, o anseio de ter alguém do nosso lado, o amor mesmo, esse é dom de Deus,  e que por mais que possamos ver quem amamos ir embora, eu bem sei que restou uma história, grandes aprendizados e uma progressão de uma geração. É mesmo que passe o tempo passar, com o findar de uma vida, a saudade e os anos de vivências nunca apagará o amor que foi construído, nunca.


Texto escrito dia 08 de janeiro de 2015

Samara Veras

Nenhum comentário:

Pages - Menu