22 de fevereiro de 2015

pra sempre the beatles









1-yesterday
2- All My Loving
3-And I Love Her


 The Beatles

13 de fevereiro de 2015

nós mulheres, nossa vez


                                                         imagem : google

O ativismo é a bola da vez, dessa vez através das mulheres. Nós, mulheres, para muitos sexos frágil, cheias de dramas, melancolias, delicadeza em excesso, já para outros, sinônimo de garra e poder, atualmente.

Lendo Shuma no livro, Dicionário mulheres do Brasil, revela-se a nossa história, nos faz enxergar o processo de colonização que sofremos, a posição da mulher branca, da negra, e da índia. A mulher negra que foi retirada da sua nação para servir  de objeto, sendo muitas vezes massacrada de uma forma cruel.

Como afirma Shuma, a mulher branca (1975 ) se destaca através da sua cor de pele, com a distinção social através da sua realidade politica , naquele contexto, buscando apresentar o seu valor. Assim também como a mulher índia  não é diferente, através da imposição de outra cultura sobre a sua, não se torna nada fácil, servindo inúmeras vezes de escrava sexual, sofrendo cada vez mais a violência sofrida na pele.

Uma realidade vivida a tanto tempo, que ainda nos faz refletir, quem somos, e qual realmente o nosso real papel da sociedade. A exploração de mulheres ainda é alarmante. O índice de criminalidade aqui no Brasil chega a nos privar muitas vezes da nossa própria liberdade, principalmente do fato de sermos apenas mulheres. A violência cresce na rua, dentro dos lares, e sua realidade se retrata nas delegacias. Quem realmente somos e qual o nosso valor?! Onde queremos chegar?

No contexto mundial também não é diferente, os números crescem referente à posição da mulher, a violência é escancarada nas mídias e não há um poder que possa controlar e mudar o quadro. Exemplo disso acontece atualmente na Nigéria e no Paquistão, onde meninas e mulheres não têm direito a educação, nem muito menos a liberdade de expressão.

Lendo Malala compreende-se a sua luta, entende-se o desejo de se lutar para que a educação também se estenda a meninas do seu país, que diante da realidade, a sua própria vida foi posta em jogo, sendo baleada e ter sobrevivo por milagres.

Algumas mulheres se destacam no contexto mundial, assim como Malala que ainda luta para uma igualdade educacional para meninas, assim também a menina adolescente  judaica , Anne Franck, nos deixou uma lição de coragem e sensatez ao enfrentar a guerra fora do seu mundo. Assim também nossas mulheres guerreiras, através do que somos, a mulher Brasileira já não somos mais as mesmas a cada geração.

 Mulheres Brasileiras a mistura da luta e da sobrevivência  também não se resta outra saída, ao ser pela luta de um nova realidade, não somente pela educação,  e nem muito menos pela nossa condição social e cultural, mas por sermos mulheres humildes, mães, jovens, dona de lares, que lutam dia a dia por uma vida melhor, e que tudo o que desejamos e queremos é sermos reconhecidas como dignidade e respeito, que é o que temos de melhor.

"Eu levanto a minha voz, não para que eu possa gritar, mas para que aqueles sem voz possam ser ouvidos... não é possível prosperar quando metade das pessoas ficam para trás."

Malala Yousafzai



"Que maravilha é ninguém precisar esperar um único momento para melhorar o mundo."

Anne Frank

Samara Veras

6 de fevereiro de 2015

misericórdia



E todos os dias antes de eu acordar, a misericórdia de Deus já me espera bem pertinho da minha cama, desejando eu abrir olhos, para um novo recomeço. E quando isso me acontece, sinto o amor de Deus, o seu cuidado, a sua alegria, sobre minha casa e sobre minha vida.


Deus é plenitude, o resto é baal.

Samara Veras

5 de fevereiro de 2015

as leituras da vida



                                                               Imagem : google

Digo e repito em bom e alto tom, ando incrivelmente exigente com a vida, a primeira delas são com meus livros, andei percebendo isso esses dias. Como todos sabem, leio tudo, até bula de remédio, mas confesso que ando fazendo uma série de seleção do que ando lendo, escutando, e vivendo.

Como escrevi um dia desses, a vida é bonita demais para coisas e pessoas vãs. Bom, como eu estava dizendo, estou incrivelmente exigente com essa vida, de vez em quando a gente têm que ser, não é mesmo?

Hoje sinceramente, já não sei, e nem consigo ler qualquer livro, pode ser um livro modinha ou coisa e tal, quando eu digo não, é não. Quando alguém insiste de todas as formas para eu ler, eu até tento, leio a primeira, a segunda, e até por uma questão de bom senso leio a terceira página, e desisto, por justiça minha.

A vida é assim, existe um tempo que a gente precisa ser justa, como você mesma, nas simples coisas, até na leitura, e com as pessoas. Não consigo pensar em vivenciar histórias chatas, através da leitura, e engolir isso por nada, sem qualquer motivo aparente, assim como na vida.

Assim como uma leitura que te faz querer viver outros mundos, através de um romance ou uma simples crônica, que você sente a sensação de estar com o melhor livro da sua vida, assim também é a vida, através das nossas escolhas.

Como falei em uma conversa a uma amiga ontem, seja exigente com essa vida, queira o melhor desse mundo, o melhor do melhor. Viver é poderosamente bom, mas viver com qualidade é muito mais.

E diante de toda essa indagação, o que nos resta dizer é ; que sejamos leais com nossas escolhas sempre, e que assim uma boa leitura pode transformar a nossa visão de mundo, assim também seja através de todos os “sim” que teremos que propor nessa vida, pois vivenciar e ler histórias que entristece a alma acredito que não vale muito apena.

Teremos sim que virar uma página de cada vez todos os dias, e se não tiver alegria e inspiração nada acontece,  nada nos edifica. O que nos resta? Decidir e viver, da melhor forma possível.

Samara Veras


4 de fevereiro de 2015

a manifestação do poder de Deus

                                                  

O que posso ver,
Senão um vale de ossos secos.
O que posso dizer,
Se já se foi a esperança.
Nossa vergonha, está exposta,
Debaixo do sol, Há muito tempo.
Se foi a Alegria, não há Espírito, não há Palavra...
Filho do Homem, mude a história,
Com tua boca...
Profetiza!
Volte Alegria, Venha Espírito, Haja Palavra!
Ressuscita!
Oh terra que estava morta
Oh Vale de ossos secos...
Volte a respirar
Posso ouvir,
O som do avivamento
A Morte tornando vida
Ressuscita!
Vida! Eu profetizo sobre ti a vida!
Receba sobre ti, a vida!
Vida de Deus..!!
Vida, eu profetizo sobre ti a vida!
Receba sobre ti, a vida
Vida de Deus!!!



 


Ressuscita -Ministério Ipiranga



3 de fevereiro de 2015

a arte do dia




Das pequenices: ser passarinho é ser levinho. É ser um detalhe, um pinguinho de alegria nessa vida corriqueira.



                     
 
  Sobre um afeto que a gente encontra em cada pequenice do ser amado.




            
Uma casinha pra morar, mil plantinhas pra regar e um amor que eu possa cuidar.


[Achei uma delizadeza só essa página no facebook, não é a toa que resolvi compartilhar]

Fanpage :  Petúnia Pomposa

Pages - Menu