8 de março de 2015

parabéns pra nós



Parabéns pra você que é mãe, mulher, amiga, dona de casa, companheira, estudante, amante, filha..
Enfim, parabéns a todas as mulheres, que apesar de todas as lutas, nunca perdem a elegância .
Em especial a minha mãe (dona sônia), que me gerou e que não cansa de ser linda .

Nós somos lindas! 

Samara Veras

7 de março de 2015

sou poesia

Comecei a caminhar, hoje já não me importo com as minhas dúvidas mais intrigantes e (in) ternas, sempre quando venho aqui no blog me pergunto o porquê de está aqui escrevendo o meu mundo. Depois paro e penso: “ felizes daqueles que escrevem, mesmo que tenha um montão de coisas para fazer, e ainda insiste nessa arte”.

Não procuro compreender o incompreensível, o que a gente guarda por dentro é mais intenso e transbordante do que palavras bonitas que soa aos nossos ouvidos. Gente que é profunda de verdade escreve, por medo, por alegria, por raiva, por amor. Estou aqui por todos esses motivos citados, e muito mais.


Larguei meus medos mais internos para ser feliz, para escrever, para seu eu, como nunca fui igual. Se sou poeta eu não sei, só sei que escrevo, e isso me basta. A vida com todo esse embaraço é bonita, a gente é que muitas vezes não percebe, a gente carrega essa covardia sem tamanho a não conhecê-la, como devemos de fato.

A vida se encarrega disso, de nos surpreender, através dos nossos “eus”, que  revela realmente quem de fato a gente é. Hoje sou escrita, nua, sorridente e contida, as palavras falam por mim, letrinha por letrinha, e mesmo que eu desejasse outra forma, nada seria mais eu, do que poesia, muito amor, e lindos textos.


Samara Veras

Imagem :  pinterest

6 de março de 2015

sejamos honestos

Sou inteiramente profunda, delicada, cheia de mistérios íntimos. Não consigo enganar a mim mesma, não consigo fingir, sorrir por fora, em uma roda de amigos, como se  estivesse tudo bem, sendo que por dentro   não está. Isso não quer dizer que sou adepta a ficar em casa, chorando um mar de lágrimas afim de ficar corroendo o que já não faz mais sentido, não é isso.

Mas é sobre o outro lado que eu falo, o que  importa é o que reflete por dentro, isso me ganha. É mais preferível se conhecer e entender suas limitações, entender quem você é, e qual a sua história. Ninguém finge o tempo todo o que não é, não se edifica, passe o tempo que passar, mesmo em uma roda de amigos.

É importante ser inteiro para não acolher a tristeza,  para não fingir o que não é, e o que nunca poderá ser. É preciso um espaço para acolher a si, e buscar o entendimento para o caos interno, desses que só a luz de Deus nos compreende.

Não, não consigo sorrir por fora, enquanto  por dentro , no invisível se conta outra história. Deixe-me aqui, eu prefiro o meu sofá, aquele velho livro na mão, ou o meu simples quarto, onde cada canto e espaço eu conheço, e onde o Rei do Reis sabe exatamente onde ele quer e deseja fazer morada, que sejamos honestos, é mais que preciso

5 de março de 2015

a quem você serve?

Não consigo acreditar em um evangelho raso, sem normas, sem conduta, não consigo. Tenho estado em inúmeras rodas de conversas e debates sobre isso, sobre o amor e Deus e sua plenitude.

O amor de Deus é muito maior do que imaginamos e pensamos, excede todo entendimento, diante das nossas limitações. Tenho escutado muitos relatos de desistência desse amor, tenho dado a mão para muita gente levantar e seguir Cristo, assim  também como muita gente tem orado e tem me dado à mão em Cristo.

Como sempre digo e repito ninguém serve a dois senhores e serve a dois Deuses, não há como, como diz na bíblia, há de odiar um e amar o outro, assim também são com as nossas vidas. Ainda existem ladrões de alegrias, desses que chegam de mansinho, e levam o melhor de nós, a nossa sensibilidade e alegria. É preciso muita delicadeza para escutar essa voz, e entender o que se tem por trás disso tudo.

Como disse em uma roda de conversa ontem, não podemos colocar a culpa em Deus pelos nossos atos, e pelas injustiças desse mundo, somos falhos e devemos carregar o nosso fardo através da vida. Deus na verdade não tem culpa das pessoas nos machucarem, como minha mãe sempre diz “você só dar aquilo que você tem" e basta.

Assim, para vivenciar e viver a vida com Cristo, nos exige um novo comportamento, uma nova visão de mundo, para que  se cumpra o que a palavra  sempre denota, de que nos somos a igreja, e nós fazemos a diferença, aonde quer que nos estejamos, não por nós , é claro, mas, pelo espirito santo de Deus.

É preciso Cristo para nos tirar do caos interno. É preciso a sua presença para perdoar quem deixou apenas coisas ruins. A vida é muito mais do que uma frustração e Cristo também, pois assim como não conseguimos enganar o homem, também não enganamos a Deus.



Samara Veras

4 de março de 2015

vestindo uma nova vida



                                                                   Imagem : google

Me sinto totalmente outra, não pelos 25 anos, e nem por me considerar uma menina mulher jornalista (rs), não, não é por isso, mas pelas mudanças que a vida me propõe  Sei que na minha vida muita coisa mudou, e tem mudado, e pelo andar da carruagem vai continuar mudando, e muito. Mas me sinto outra, começando por dentro, e refletindo por fora.

A vida tem dessas coisas, ela te sacode 360 graus e você precisa se adequar a ela, ao seu ritmo, ao seu bailar. Acredito que você muda quando você começa a abrir mão de muitas coisas, muitaS delas. É um processo simples, a gente começa pelo guarda roupa e termina no coração.

A gente vai mudando, mudando de visão de mundo, de delicadezas, de canções, de amores, de sentimentos, de paixões, e futuramente também de casa. A gente vai largando o que nunca nos pertenceu, o que nunca foi de fato nosso. O que é da gente mesmo é nosso, envelhece com a gente, até mesmo no transcorrer dos nossos últimos dias.

É um processo natural, simples como o amor de Deus. A gente nem mesmo percebe os mínimos detalhes, mas aprecia as mudanças. É preciso largar o que já não nos cabe, assim como é preciso se desprender daquele vestidinho da adolescência que a gente insiste em deixar no guarda-roupa, que a gente insiste em ter, mas que já não nos veste mais.

Assim como as mudanças que acontecem através das nossas peças de roupas, no processo natural da vida, com os nossos sentimentos também não é diferente. É preciso ousadia, sensatez e valores cristãos para seguir em frente, apenas na paz. Sem buscar entendimento para inúmeras coisas, tendo como um único objetivo, viver.

Cora Coralina já dizia, "Recria tua vida sempre, sempre. Remove pedras, planta roseiras e faz doces. Recomeça, e por aqui também não é diferente, a vida nos muda, e a gente muda com ela, nos torna outra, bem mais feliz.


Enquanto isso é hora de viver bons momentos, a gente muda, e muda o mundo. É a arte de viver. A gente inicia por dentro, e reflete por fora. Nesse tempo os sonhos se renovam, florescem através de uma nova graduação, uma nova viagem, e um novo entendimento espiritual, sendo o novo bem mais bonito. Um tiquinho dali, e daqui vai nos moldando de ser a gente.É preciso, nos torna bem mais feliz.

E se também não for pedir muito, aí de vez em quando, a gente já com um novo coração, se permite a um novo vestidinho simples, põe aquela rasteirinha, e revoluciona o mundo, começando pela gente, é claro.É mais que preciso!  Beijo Grande Gente!!


Samara Veras 

Pages - Menu